Sexta, 15 Outubro 2021 23:06

Pétalas Escarlates

Escrito por
Vote neste texto
(5 votos)
Os braços verdes dos girassóis a saudar a primavera
Formam bela paisagem para os beija-flores no quintal
Queria uma manta de lilases para disfarçar tua falta
Deixei uma lâmpada acesa, sem remorsos, para fingir
Que tua luz não se esvaiu e tua voz ainda ecoa aqui
A parede vazia, antes repleta de cores dos quadros
Que expunham da nossa história em óleo sobre tela
Parece me fitar rude, tal a hera do muro do quintal
A jarra de cristal sobre a mesa, já não recebe rosas
Quais tua mão meiga transitava entre espinhos ilesa
Ervas daninhas, pelo abandono, invadem o canteiro
No teu lugar à mesa já não há mais prato nem talher
Porque abdicastes da vida e nos levou tua presença
Deixando só silêncio e tantas perguntas a responder
Sei que vou achar novas razões e prosseguir adiante
Plantar novas flores no jardim, de pétalas escarlates
Perfumes envolventes para atrair borboletas vítreas
E darei teu nome à mais soberba flor que despontar
Para que revivas no jardim como ainda vives em mim
 
 
Suicídio é segunda causa de morte entre jovens de 15 a 24 anos
Este poema foi redigido em ação de setembro amarelo em 2021
A pandemia aumentou em cerca de 15% os suicídios entre elas
Só em outubro de 2020, a taxa de suicídio feminino no Japão aumentou
mais de 70%, em comparação com o mesmo mês do ano anterior
Não ignore se alguma pessoa que você conhece mudar de comportamento

 

Lido 90 vezes Última modificação em Sexta, 15 Outubro 2021 23:20

Deixe um comentário