Maysa Ibarra

Maysa Ibarra

Quinta, 04 Agosto 2022 17:29

Não Importa

Não importa

Perdi o caminho até você,

Não consigo encontrar um rumo.

Vago aleatório nessa estrada infinita

Deixo rastro para saber voltar.

Não quero voltar.

Quero prosseguir até ti.

Me perdi em meus sentimentos.

Busquei a compatibilidade de sentimentos em você.

Nada se revelou ser paralelo.

Foi uma via de mão única.

A minha mão, meus passos.

Me perdi rumo a você.

Me perdi dentro de mim.

Uma estrada sem cruzamento,

Sem vicenais.

Uma estrada sem o brilho da paixão,

Da alegria do amor.

Uma estrada de lagrimas

Como o orvalho no amanhecer.

Penso que tudo foi ilusão minha.

Penso ser apenas um objeto do seu prazer.

Prazer que jamais sentiu.

Me perdi rumo a você.

Me perdi em mim

Quando busquei amar você.

MIF-03/08/22

Sexta, 11 Março 2022 18:49

Estudo

Estudo

Rasgo o verbo nas

palavras ocultas

do pensamento.

Descreve toda cena

diante do olhar alheio,

aos movimentos retilíneos uniformes.

O letramento é o sinônimo que existe

entre a prata e o ouro.

E ficará reservado no

espaço destinado as emoções.

A escrita é sequência do DNA

primitivo na primícia humana.

O verbo o sujeito a escolha

perfeita do predicativo.

A soma é transitória, o cosseno

invade as laterais algoritmia das palavras

jamais dita.

O caderno é quadriculado, pautado,

brochura ou espiral.

O quadro negro não tão negro.

Um jaleco branco, um fichário, uma caneta

o lápis exposto à mesa.

O verbo é o sinônimo da vida.

Vida em abundância.

MIF- 11/03/22

Quinta, 23 Dezembro 2021 10:47

SENTIDO ALHEIO

SENTIDO ALHEIO

No rubor da face,

 o desconcerto das atitudes

 que são transparentes

como o olhar perdido no horizonte.

Nada é transcrito num caderno de memorias,

 fica apenas na imaginação.

 Não será lembrança de um

 passado alheio.

A vergonha do nu é exposta

na alma errante,

 que cambaleia pelas alamedas

 de um coração fértil de emoções

contraditórias.

A noite acalanta o corpo,

a solidão é companheira.

Tudo se transforma,

tudo é o nada

que colhemos

no momento único

de um encontro,

onde o eu é o nos.

MIF 17/12/2021

Sexta, 10 Dezembro 2021 10:46

Felicidade foi...

Felicidade foi...

Há quem diga que a felicidade existe

e há quem não acredita.

Mas do que vale buscar ser feliz

numa constante caminhada?

Que se perde no horizonte.

O meu coração busca o amor

e cada qual no encontro

não vejo sinal de paixão.

Dessa que arrebenta a emoção

na parede,

faz tremer o corpo

faz suar os olhos.

Que tolice! Olhos lacrimejam.

Mas há aqueles que tem febre

deliram no calor apaixonado

das sensações.

Qual o que? Se tenho medo de entregar.

Vago na caminhada de buscar a felicidade

Onde ela jamais estará.

MIF 10/12/2021

Quinta, 11 Novembro 2021 10:47

Momento Único

Momento único 

Está ausência de sono

está dificultando meu dormir.

Está conjuntura de incertezas

me leva aos extremos nos

pensamentos.

Quem dera me prevenir de sua

própria chegada.

mas o que esperar?

Alguma coisa, um tanto um pouco ou alguém?

Não sei!

 A vida não é um lapso

O amor não é uma negativa

Não é uma recusa

Às vezes, muitas vezes

tende a ser uma renúncia.

Um desapego

Um final

ou simplesmente

Um novo

começo.

Quando o sono chega

e eu adormeço.

MIF/11/11/2021

Quinta, 19 Agosto 2021 11:27

Desconhecido

Desconhecido

Como você é?

Sei que falo, desabafo

mas não sei quem é.

Sei que em algum lugar está

Mas onde?

Não sei o que quer

nem sei o que quero.

Mas algo me faz buscar o desconhecido.

Algo me leva a dar passos.

Sem me importar.

Quero falar,

quero conhecer

Tenho medo

tenho receio

mas tenho vontade

de buscar o desconhecido

me deixar levar pela aventura

e quem sabe 

Me conhecer.

MIF- 17/08/2009

Sexta, 13 Agosto 2021 11:30

Só queria

Só queria

Queria escrever para você

de maneira única.

poderia te descrever com magia com ternura.

Mas nada consigo escrever

nada sai do pensamento

nada te descreve.

nenhuma coisa te revela

Meu coração acelera quando tua imagem

se faz presente em minha memória.

E por entre as lembranças a dor

são uma constante.

Queria realmente escrever para você.

Queria escrever por você.

Mas estou perdida

mas estou sem rumo

e o que poderia ser simples

e eterno

é só um momento para tentar te esquecer

ou não deixar você me esquecer.

(27/08/09)- MIF

Sábado, 10 Julho 2021 15:30

Declamando poesia

Declamando poesia

Mar, grande rio a me encantar

Sol, a me bronzear

Lua, sempre no mesmo lugar

E tudo é poesia

Escrita no passado

Declamada no presente

E hoje o que é poesia?

É sorriso é alegria

É sorte além da morte

Poesia pura e simples poesia

Sem registro na história

Sem fórmulas de escrita

Fala-se em amor, ternura

Tem-se paixão, tesão

Tudo é poesia

Tudo é poesia

É sentimento, é encanto

É dor ou desamor

Mais ainda é poesia

Na imagem

Na imaginação

Não importa se há papel ou não

Existe poesia

No ar que eu respiro.

Mif /17/01/94