Coluna do Lineu

Coluna do Lineu (5)

Quinta, 04 Fevereiro 2021 16:47

CRONICAS DA FLORESTA ESCURA

Escrito por
Vote neste texto
(2 votos)

Florestas...

 

Desde menino ouço histórias sobre as florestas.

Florestas coloridas. Florestas ensolaradas, alegres, participativas.

Anões e branca de neve rodeados de pássaros cantores.

Gatas borralheiras e Príncipes duvidosos, solitários a busca dos paraísos do amor.

Florestas, negras em instantes,  dia e dias de calor com noites frias.

Duais, iguais à vida. Onde o Sol brilha, mas também explodem Raios e trovões.

Chuvas intensas. Enchentes e inundações.

Incêndios e pés queimados pela imprudência dos animais...

Animais de diversas espécies.

Porquinhos e Lobos.

Coelhos falantes.

Tartarugas de óculos. Lontras e jacarés.

Crocodilos do tamanho de gente grande.

Corujas vigias. Hienas e Leões.

Onças e cobras de diversas espécies.

Bichos estranhos, grunhindo a esmo... Veadinhos saltitantes.

Búfalos.

Cavalos com e  sem cabeça.

Carruagens sem cocheiros.

Carros de boi.

Burros com canga.

E muito mais...

Imaginação é que não falta sobre os mistérios de uma Floresta.

Tenebrosa.

Cruel na disputa pela sobrevivência das espécies.

Cadeia alimentar sorrateira e invisível aos ingênuos e aos incautos...

Depois que cresci passei a saber que também havia tribos diferentes que viviam nessas florestas.

Desde de indiozinhos e indiazinhas, bonitinhas e boazinhas, até carrancudos chefes e pajés que tanto curam como também enfeitiçam quem se atreve com ele duvidar, discordar. Canibalizam os inimigos...

Meu Deus! Existem florestas para todos os gêneros e gostos.

Confesso, ainda tenho muito que aprender...

Ainda que, isolado, me mantenho em silêncio para não ter que ficar toda hora discordando, brigando por minhas ideias contra ideologias efêmeras que só interessam a tribos canibais.

Deus! Meu Deus! Qual é a melhor Floresta para a gente poder viver sossegado...

E assim sigo em busca de sossego...

 

Acho que vale mesmo é a máxima: “melhor ser feliz do que andar por ai discutindo, sobretudo com que acha que têm razão sobre tudo...”

 

Lineu Mattos

Segunda, 23 Novembro 2020 11:26

Homenagem ao amigo e Poeta - Renato Baptista.

Escrito por
Vote neste texto
(3 votos)

Acho que o meu amigo, o Poeta Renato Baptista, concordaria: Assim diz a Débora, milha filha: “o feito é melhor que o perfeito"
Psicografia:
De repente tudo muda.
Imagens se transformam.
Sons, sentimentos, sentidos, atenção...
Olá! Têm alguém aí?
Nem parece que ainda estou por aqui...
Parece que, como o vento, posso balançar as finas cortinas de cetim das janelas dos meus amigos; sopro então as folhagens das árvores sugerindo aos pássaros que doravante falem com eles por mim...
Os gatos parecem me enxergar...
Os cachorros latem pra me agradar...
Como será então, doravante, a amizade, finda ai, vivida aqui do meu outro lado...
Sei, não posso e não peço seu tempo, mas não há mais horas para que não se lembrem de mim.
Toda hora é hora de viver, seja ai, seja aqui... Como os meus pensamentos que um dia me inspiraram a criar poesias...
Agora compreendi; sou agora aquelas letras; sou a leitura de quem lê meus versos; páginas que deixei em vida...
Sou então as antologias, sou vocês somos a Casa da Poesia...
Lineu Mattos
15/11/2020

Vote neste texto
(0 votos)

Grato pela oportunidade que a Casa da Poesia oferece em mais este espaço, inauguro aqui dizendo o quanto estou contente. Digo também quanto vale a pena observar as simplicidades da vida; elas nos reservam, no dia a dia, boas surpresas... Basta compreender. Acredite!
O resto, bem, o resto ... vira história:

 

 “Lavar louças ajuda a reduzir o stress”

 

“Ben Eh! Já lavei as louças!"
Quando o Marido “lava louças” em casa, dizem algumas esposas “que é um ato de verdadeira declaração de amor”. Já os maridos, dizem algo diferente!
Explico:
Li uma Reportagem (1) que destaca a descoberta feita por alguns maridos (executivos e outros), que declaram que lavar louças em casa passou a ser um hábito. Afirmam, porém, que não pensavam ser uma declaração de amor, mas, uma distração para aliviar o “stress” do dia a dia... Mas as mulheres vão mais longe, sempre... É verdade! E é bom que elas pensem mais longe... A novidade é que alguns homens, "apesar de nunca terem feito isso na vida", (meu caso) descobriram que lavar louças é uma forma de aliviar o “stress” do dia a dia. Ajuda a relaxar. Ajuda a distrair: mudar o foco! Nem todos concordam! Mas, confesso que fiquei surpreso e descobri o quanto sou volúvel: Passei a lavar louças em casa!
Minha mulher adorou! Ficou contente com a novidade. E agora todo dia me pergunta como está o meu humor e se eu não quero relaxar um pouco,... na pia. Pode! Rsss.
É verdade que sempre se disse que é melhor lavar a "louça em casa do que na rua”. “Assim não dá briga sobre quem sujou primeiro...” O fato é que passei a pensar que pensando bem: "... realmente a louça se lava melhor em casa”. “E a prova disso vem da reportagem lida que diz que ainda evita “stress”.” Sem querer polemizar é fato que aprendi e passei a considerar que realmente é melhor lavar as louças de casa... Passei ainda a pensar na possibilidade dos dividendos, em casa, lógico!
Estatísticas mostram que quando se lava "louças em casa", "melhora tudo”, inclusive, o humor, da amada! Muitos já estão tão convencidos disso que já colocam um ímã na geladeira: "deixa que a pia é minha". Imagina!
Quando penso nisso, penso também que melhor ainda do que depois de aliviar o “stress” na pia, realmente, nada é melhor do que compreender a vida no dia a dia e “dormir em paz”...
“E de vez em quando,... de conchinha!”
Rsss.

Bom dia a todos!

ET: ... não vale usar “lava louças”.

 

Fonte: Revista Veja

23/03/2017

Terça, 17 Novembro 2020 23:22

"A fórmula do inicio ao fim..."

Escrito por
Vote neste texto
(1 Voto)

A fórmula do início ao fim...

Por quê em 12 só há 1?
Será que porque 1 é uno e é o início...
Então por que em 12 só há um 2?
Porque 2 é o primeiro passo do início 1 que soma mais 1...
Então por que em 3, não aparece 1 nem 2?
Por que a partir do início, 2 está em 1 + 1; personificação dos 2, que + o 1, (uno), representa-os em 3:’. (Delta)
E depois, é o 4, que é o dobro de 2?
E depois é o 5, que dobra 2 e soma 1?
Para que os 5 some novamente o 1 para representar o 6 que somando mais 1 dirá a todos o que o 7 te dirá: Confie nos sete e some mais 2...
Assim, estando em 9, multiplique por 9 para chegar aos 81; contorne sua visão ao redor do oito. Descubra que o 1 é uno porque o oito - ♾ - é o todo: é o infinito; ou seja: multiplique 2 x 4= 8; onde 4 sendo o dobro de 2, resta enxergar que a base de 2 é mesmo 1 + 1, chegamos de volta ao fim enxergando a fórmula do começo...

Essa pandemia é esquisita, faz a gente pensar em cada coisa...
Não sei não, acho que ando meio bilolando...

Kkkkk...


Lineu Mattos

Vote neste texto
(1 Voto)

O Céu é das Mulheres...

Elas merecem o Céu! Bendito sejam os seus dias...

As Mulheres! Ah! As mulheres! Lindas...

Maravilhosas! Incompreensíveis!

Muitas vezes mais do que dedicadas, amorosas, carinhosas...

E quando querem o que não querem! Sai de baixo! Rrrss...

Elas merecem serem homenageadas todos os dias e mais:

Elas merecem o Céu!

Merecem todo o nosso Amor e Carinho!

Sempre será época para homenagear as mulheres.

No seu dia do ano, na época certa para exercitá-los: todos os dias!

Estive pensando porque não dedicam a elas os efeitos das homenagens e do amor e do carinho todos os dias: Sorrir! Chorar de alegria! Abraçar! Dividir! Dar atenção! Um colinho! Um Olá! Olá como vai! Etc. e tal! Um beijinho! Um selinho!

E aí tenho pensado, quem de nós tem mais sensibilidade?

O homem ou a mulher?

Quem reclama mais de atenção, de amor, e de carinho?

De imediato dirão: a mulher!

Também acho!

Espetacular observar o carinho e o amor que elas dedicam em tudo, para tudo...

Reclamam porque a recíproca nem sempre é verdadeira!

Temos que admitir!

Somos brutos!

Assim crescemos de joelhos ralados e canelas inchadas.

Também, só pontapés!

Coitados de nós, homens...

E das mães; elas sofreram, como nós guerreiros!

E algumas vezes campeões de alguma coisa...

Na raça! Na malandragem! Ufa!

Mas talvez haja mesmo uma explicação para essas diferenças e queixas das mulheres em relação a nos homens!

Essa constatação é que elas, na infância, também deram duro!

Mas apenderam a brincar de "amarelinha"! Dai alguém poderá perguntar e dai?

Dai, acho que é porque elas aprenderam a evitar o inferno e sempre procuravam ir para o céu, objetivo do jogo...

Da vida!

Quem se lembra das meninas desde cedo brincando de "amarelinha"! Pulando o inferno!

Buscando sempre e de uma perna só o melhor quadrado de vida: O Céu! Lembram!

Até hoje ainda que a maioria não jogue mais amarelinha, elas aprendem e desde cedo, por amor, a pular de uma perna só os quadrados da vida em busca do céu que elas tanto merecem...