Segunda, 23 Novembro 2020 13:46

*Cálice (bendito seja)*

Escrito por
Vote neste texto
(0 votos)

 

Toma-me em cálice sagrado,
Na boca infame, no pecado que seja santo,
Na demora dos teus dias em penitência,
Como fonte divina da redenção.

 

Blasfema a tua ira,
Em arrependimento,
No perdão que não te é lícito,
Nem pela água benta que te fecha os lábios.

 

Verga os joelhos,
Pela derrota que não ousas confessar,
Na tirania insolente em que me julgas,
Porque o inferno, as portas não se te abrem.

 

Clama pelo juízo (- o final -),
E pela cruz santa que te absolve,
Que redime os pecadores insanos,
Que lava o teu corpo ( - um dia meu -),
Curando as chagas.

 

Vinho santo ( - o meu -),
Que purga os teus dias.


E cujo perdão,
Encontrarás somente,


No dia da tua libertação...!

 

Angela Lazzari

(Ao primeiro dia do mês de fevereiro de 2018).

Lido 40 vezes Última modificação em Segunda, 23 Novembro 2020 15:36

Deixe um comentário