Quinta, 04 Março 2021 10:56

Sozinho na dor

Escrito por
Vote neste texto
(0 votos)
Sozinho na dor Site Pixabay

Sozinho na dor

 

Os desejos invadem meus sentidos 

Levando-me aos céus 

Estou sozinho.

 

Desprovido de sentidos 

Continuo sozinho 

Enquanto a solidão me abraça.

 

Aos invisíveis olhos do mundo 

A solidão é demorada, intensa e profunda 

Desejos vêm me excitar.

 

Excitam-me para que eu olhe ao meu redor 

Porém, só observo dor 

Corro urgentemente para os braços da demorada solidão.

 

Desejos do olhar, são odiosamente insistentes 

Estou lutando uma batalha perdida 

Não tenho controle algum sob meus sentidos.

 

Invisíveis são os olhares que fazem parte deste mundo 

Desejos, estranhamente, flertam com a dor 

Acolho-os, sofregamente, em meio a solidão.

Lido 108 vezes Última modificação em Quinta, 04 Março 2021 10:57
Mais nessa categoria: « *Lembranças* *Sagrado* »

Deixe um comentário